• facebook
  • instagram
  • twitter
  • youtube
  • twitch

Era Uma Vez em Hollywood: 1º romance de Quentin Tarantino revela capa dura; veja

by Omelete

27th October, 2021

Livro expandirá o universo do filme de 2019

Já era sabido que Era Uma Vez em Hollywood, filme de Tarantino estrelado por Leonardo DiCaprio e Brad Pitt, seria transformado em um romance pelo próprio diretor. E hoje (13), a revista Entertainment Weekly revelou a capa dura do livro, confira:

Segundo diz a publicação, o romance em capa dura incluirá duas inserções coloridas com fotos nunca vistas da produção, pôsteres e outras recordações da carreira de Rick Dalton, personagem vivido por DiCaprio no filme. O livro também contará com um roteiro original e exclusivo de um episódio de “Bounty Law” (série fictícia estrelada por Dalton) e uma paródia da Mad Magazine de Bounty Law intitulada “Lousy Law: Loser’s Last Ride”.

Esta versão exclusiva da editora Harper será lançada em 9 de novembro. Ainda não se sabe se a edição chegará ao Brasil pela Editora Intrínseca, que está responsável pelo lançamento do livro em português.

No livro, Tarantino revela que Cliff Booth matou diversas pessoas, sendo que a última delas foi Buster, um colega dublê que deu seu cachorro para o personagem e acabou morrendo depois de um desentendimento. “Esta não foi a primeira vez que Cliff cometeu um assassinato e escapou impune. A primeira vez foi em Cleveland nos anos cinquenta. A segunda vez foi quando Cliff matou sua esposa dois anos antes. Esta foi a terceira vez, e Cliff se safou com esta também”, escreveu Tarantino.

O primeiro romance de Quentin Tarantino, que expandirá o universo de Era Uma Vez… em Hollywood, será lançado no Brasil em 2021 pela Editora Intrínseca. Com Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie no elenco principal, Era Uma Vez Em… Hollywood acompanha Rick Dalton, ex-astro de uma série de TV, e seu dublê de longa data, Cliff Booth, durante o ano de 1969.

Lançado em 2019, o filme arrecadou mais de US$ 370 milhões nas bilheterias ao redor do mundo e venceu dois Oscar (melhor ator coadjuvante para Pitt e melhor direção de arte) a partir de 10 indicações.

via Omelete


by Omelete