• facebook
  • instagram
  • twitter
  • youtube
  • twitch

Harry Potter: As principais diferenças entre os filmes e livros

by Omelete

13th August, 2021

Vamos matar a saudade da saga com alguns dos momentos mais importantes

Há 10 anos, acontecia a pré-estreia de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2. Lançado, no Brasil, dia 15 de julho de 2011, a estreia do filme representava o fim de uma das sagas mais importantes da cultura pop nas telonas. Mas mesmo após tanto tempo, os fãs de Harry Potter se mantêm assíduos prestigiando qualquer novidade envolvendo a história do menino que sobreviveu: desde a chegada de todos os filmes na HBO Max até uma turnê da exposição oficial do personagem

Em comemoração a essa data tão importante — e com o objetivo de aquecer o coração de todos os admiradores da saga –, separamos as principais diferenças entre os livros e os filmes de Harry Potter. Vem matar a saudade do bruxinho mais querido do mundo com a gente:

Canção do chapéu seletor

O chapéu seletor é o responsável por escolher a casa de cada um dos alunos de Hogwarts. Diferentemente do filme, no livro ele tem uma canção importante que resume os acontecimentos de cada uma das histórias dentro da escola de Magia e Bruxaria.

Ron e seu medo de aranhas

Um detalhe super importante da vida de Ronald Weasley ficou de fora dos filmes: a explicação por trás de seu medo de aranhas. O pavor do melhor amigo de Harry não é em vão, já que no livro descobrimos que quando ele tinha 3 anos seus irmãos Fred e George transformaram seu bichinho de pelúcia em uma aranha gigante.

A história dos Marotos

A história dos Marotos é o ponto alto do terceiro livro de Harry Potter. No filme O Prisioneiro de Azkaban, eles são mencionados brevemente através do Mapa do Maroto, concedido a Harry pelos gêmeos Weasley. Acontece que os Srs. Aluado, Rabicho, Almofadinhas e Pontas, que assinam o mapa, são, respectivamente, Remo Lupin, Pedro Pettigrew, Sirius Black e Tiago Potter

Além disso, Pettigrew, Sirius e Tiago aprenderam a se transformar em animagos para acompanhar Lupin durante as noites de lua cheia em que vira lobisomem. Outro fator interessante revelado na obra de J.K Rowling é sobre a Casa dos Gritos, local que é considerado assombrado pelos bruxos. No terceiro livro, descobrimos que Lupin a usava para suas transformações, e é daí que vinham os gritos descritos pelos moradores dos arredores. 

Morte de Rabicho

Ao contrário do filme, no último livro de Harry Potter, Rabicho morre de uma forma curiosa. Após Harry ter salvo Pedro Pettigrew, ele agora está em dívida com o protagonista. Em um determinado momento da história, o traidor tenta matar Harry com sua nova mão de prata, concedida por Voldemort, e ela se volta contra ele o estrangulando.

Rita Skeeter é um animago

Conhecida através dos filmes como a jornalista sensacionalista do Profeta Diário, Rita Skeeter constrói uma história interessante com Hermione nos livros. A melhor amiga de Harry descobre como a repórter consegue tantos furos de notícias… na verdade ela é um animago clandestino, que pode se transformar em um besouro.

A história de Neville

Neville Longbottom é muito mais importante para a saga do que é mostrado nos filmes. A mesma profecia que aponta Harry Potter como o menino que derrotaria o Lorde das Trevas, também poderia se referir a Neville. Por esse motivo, os Comensais da Morte foram atrás de seus pais e os torturaram até ficarem loucos. Ao contrário do filme, os dois não morreram: eles estão internados no Hospital St. Mungus e não reconhecem mais o filho.

Morte de Dumbledore

No filme O Enigma do Príncipe, Dumbledore é morto por Severo Snape na frente de Harry. No livro isso também acontece, porém, o diretor de Hogwarts petrifica Potter para que ele não interfira na tragédia. Logo depois do ocorrido, uma grande batalha entre os alunos e os Comensais da Morte começa na escola de Magia e Bruxaria. 

A cena foi removida do sexto filme pelo diretor David Yates. Segundo ele, a luta seria repetitiva por conta da guerra que acontece em As Relíquias da Morte.

Hermione e sua luta em defesa dos elfos domésticos

Um fator importante da vida de Hermione, que foi completamente cortado dos filmes, é sua luta em defesa dos elfos domésticos. No livro O Cálice de Fogo, ela descobre como essas criaturas são tratadas no mundo bruxo e fica muito revoltada. Por isso, Hermione cria uma campanha que visa a libertação dos elfos, intitulada Fundo de Apoio à Liberação dos Elfos, ou F.A.L.E. As iniciativas não param por aí, já que a personagem se torna militante da causa e interfere no Ministério da Magia, depois de formada.

Dudley, primo do Harry

O Dudley que conhecemos dos filmes é um garoto mimado, que assim como os pais, trata Harry Potter muito mal. Porém, assim que Dudley deixa sua casa no livro, conseguimos ver um tipo de “reconciliação” entre eles quando o primo de Harry o defende para os pais. “Eu não acho que você seja um desperdício de espaço”, diz Dudley.

Zelador Filch

A razão por trás do mau humor do zelador Filch é muito maior do que apenas rabugice. Nos livros, é possível descobrir que ele é um aborto, ou seja, um bruxo nascido em uma família mágica, que não tem poder nenhum.

Varinha das Varinhas

Diferentemente do filme, Harry não destrói a Varinha das Varinhas no último livro. Logo após descobrir que o objeto pertencia a ele, o bruxo consertou a sua varinha que estava quebrada e a devolveu para o túmulo de Dumbledore.

Morte de Voldemort

A morte de Voldemort no último livro é muito mais simples do que aparece no filme. Depois de ser atingido por um feitiço que Harry ricocheteou, o Lorde das Trevas simplesmente cai ao invés de ser despedaçado no ar. O fato de ter seu corpo no chão como tantos outros só mostra que ele era comum e humano como todos os bruxos.

via Omelete


by Omelete