Austin Butler revela dieta bizarra para viver Elvis nos cinemas: ‘Ouvi dizer que Ryan Gosling já fez’

Convidado do podcast “Variety Awards Circuit”, desta sexta (17), Austin Butler contou em detalhes um dos métodos usados para viver o Rei do Rock na cinebiografia de Bazz Luhrmann, “Elvis”. Durante o papo, o ator revelou que entrou em uma dieta de apenas sorvete e donuts para ganhar peso e encarnar a voz de “If I Can Dream” em uma fase específica de sua carreira.

“Ouvi dizer que Ryan Gosling, quando ia fazer ‘Um Olhar no Paraíso’ (2009), havia colocado [sorvete] Häagen-Dazs no micro-ondas e bebia. Então comecei a fazer isso”, explicou Butler. Ele acrescentou dizendo que fez tudo que estava ao seu alcance para garantir uma retratação real de Elvis. “Eu comprava duas dúzias de donuts e comia todos, e realmente comecei a ganhar alguns quilos. É divertido por uma semana, e então você se sente péssimo consigo mesmo. Mas estávamos planejando filmar cronologicamente no começo. Isso rapidamente foi por água abaixo com a COVID-19. Era simplesmente impossível”, confessou.

Continua depois da Publicidade
Austin Butler se inspira em apresentação de Elvis Presley em “Especial de Natal” para cinebiografia (Reprodução: Warner Bros / Youtube)

Austin contou que os atrasos das gravações fizeram a produção abortar por dois anos os estúdios, o tempo ideal que ele teve para se dedicar em todos os aspectos da vida de Elvis Presley, mesmo quando pareceu que o filme não fosse mais acontecer. “Eu simplesmente desci pela toca do coelho da obsessão. Dividi sua vida em períodos de tempo e pude ouvir as diferenças em como sua voz mudou ao longo dos anos e como seu movimento mudou ao longo do tempo e passei dois anos estudando, tentando encontrar sua humanidade da melhor maneira possível”, relembrou. Assista ao episódio:

Os esforços parecem ter valido a pena, uma vez que o astro conquistou o Globo de Ouro em janeiro como “Melhor Ator em Filme de Drama”, e agora concorre ao Oscar de “Melhor Ator”, a categoria masculina mais importante da premiação. Durante sua participação em outro programa, o “The Graham Norton Show”, Austin Butler revelou a sensação de ter sido indicado pela academia. “Tem sido um turbilhão de emoções, e é incrível porque, quando você está fazendo um filme, nunca sabe como será recebido. Com este, havia tantas maneiras de dar errado, então ser recebido dessa maneira significa o mundo para mim”, celebrou.

“Elvis” acompanha a ascensão do Rei do Rock (Butler), quando foi descoberto aos 19 anos pelo “Coronel” Tom Parker (Tom Hanks), responsável por gerenciar sua fama ao longo das décadas. A trama retrata a relação entre Elvis e o empresário durante os vinte anos de parceria, além da ingenuidade do rapaz em não perceber que tinha virado a galinha dos ovos de ouro de Parker.

Luhrmann ainda aborda o período em que Elvis teve que ir para o exército, após seu estilo de expressar a música não agradar os governantes dos Estados Unidos, seu casamento com Priscilla Presley (Olivia DeJonge), a carreira como ator e os últimos dias de sua vida como ídolo da música na residência que fez durante anos em um hotel de Las Vegas. “Elvis” está disponível no HBO Max.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



Fonte: UOL Cinema

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *