Entenda por que fãs de Harry Potter estão boicotando o game

O aguardado game Hogwarts Legacy, ambientado no universo de Harry Potter, foi lançado oficialmente nesta sexta-feira (10 de fevereiro). O game, como era de se esperar, não demorou a conquistar inúmeros jogadores no mundo todo. Por outro lado, Hogwarts Legacy também é alvo de boicote por parte dos fãs de Harry Potter.

Em Hogwarts Legacy, os jogadores podem percorrer os corredores de Hogwarts, lançar feitiços, interagir com alunos e professores, e viver muitas aventuras.

“Vivencie Hogwarts em 1800. Seu personagem é um estudante que detém a chave para um antigo segredo que ameaça destruir o mundo mágico”, diz a sinopse do game.

Mostramos abaixo por que Hogwarts Legacy está sendo boicotado por parte dos fãs de Harry Potter; confira! (via WeGotThisCovered)

Estreia de Hogwarts Legacy é marcada por várias polêmicas

Recém-lançado, Hogwarts Legacy já é considerado um dos games mais controversos de todos os tempos. A polêmica não envolve a premissa do jogo (embora esta também seja criticada), mas sim as controvérsias dos bastidores.

Hogwarts Legacy chega enquanto o Universo Bruxo passa por um de seus momentos mais conturbados – marcado pelos comentários transfóbicos, preconceituosos e intolerantes da autora J.K. Rowling.

De acordo com uma boa parte do fandom de Harry Potter (e da internet em geral), Rowling já é persona non grata. Para jogar Hogwart Legacy sem peso na consciência, muitos fãs defendem separar “a arte do autor” (o que pode ser difícil quando a escritora usa sua fortuna para apoiar ativistas de organizações anti-trans).

Para se esquivar das polêmicas de J.K. Rowling, Hogwarts Legacy introduz a primeira personagem trans do mundo de Harry Potter.

No entanto, essa personagem – que foi batizada de ‘Sirona Ryan’ – também foi criticada por sua caracterização.

E não é só isso: de acordo com representantes da comunidade judaica, Hogwarts Legacy antissemita.

Vale lembrar que, anteriormente, J.K. Rowling já havia sido detonada por integrantes da comunidade judaica pela maneira como caracteriza os Goblins no Universo Mágico (vista como uma espécie de caricatura do povo judeu).

Esses (e outros) motivos explicam o boicote de parte dos fãs de Harry Potter e Hogwarts Legacy. Além da publicação de resenhas negativas em plataformas de avaliação, os detratores de Rowling também divulgam spoilers do game nas redes sociais, como uma espécie de “técnica de guerrilha”.

Porém, esse boicote não tem dado muitos frutos. Na plataforma de avaliações do PlayStation, por exemplo, Hogwarts Legacy garante nota 9 (em 10), o que indica “aclamação universal”.

A própria J.K. Rowling já havia afirmado que não se importa com esse tipo de boicote. Afinal de contas, a escritora continua milionária, ganhando mais dinheiro a cada dia.

Questionada no Twitter sobre “como dorme à noite” após decepcionar tantas pessoas, Rowling debochou da pergunta.

“Eu leio meus cheques de royalties mais recentes, e a dor passa rapidamente”, ironizou a escritora.

Você já pode comprar o game Hogwarts Legacy. Os filmes de Harry Potter estão no HBO Max.

Fonte: UOL Cinema

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *