Morre Carlos Saura, cineasta espanhol aos 91 anos

Carlos Saura era referência no cinema europeu com filmes que exploram a natureza e o drama do ser humano

Carlos Saura, cineasta espanhol morreu nesta sexta-feira (10) aos 91 anos. O diretor foi considerado um dos cineastas clássicos da Espanha, além de referência para o cinema europeu.

Conforme destacado pela Folha de S. Paulo, Saura ganhou visibilidade ao criticar o regime de Francisco Franco, líder fascista espanhol em 1960. O artista receberia um prêmio Goya, o maior do cinema Espanhol, neste sábado, 11.

+++ LEIA MAIS: Cinema VIP do JK Iguatemi oferece ingressos a R$ 24,90

Entre seus filmes de destaque estão Cría Cuervos (1966),A Caça (1966)e Peppermint Frappé (1967). Seus filmes são conhecidos por explorar a natureza e o drama do ser humano. 

“Saura, um dos cineastas fundamentais da história do cinema espanhol, morreu hoje em sua casa aos 91 anos, rodeado de seus entes queridos”, publicou a Academia de Cinema da Espanha no Twitter.



Fonte: UOL Cinema

3 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *