Ilhas irlandesas se beneficiam de turismo despertado pelo Oscar

Com uma longa lista de agradecimentos, Colin Farrell não esqueceu de mencionar as ilhas Achill e Inishmore ao ser premiado por seu papel em “Os Banshees de Inisherin”. As ilhas irlandesas já se beneficiam do interesse turístico despertado pelo filme.

“Somos todos uma grande família”, disse o ator, ao receber o Globo de Ouro por sua atuação na obra que recebeu posteriormente nove indicações ao Oscar. O filme está em cartaz nos cinemas brasileiros.

“É claro que cruzamos os dedos”, disse o gerente de turismo de Achill, Chris McCarthy, comentando à AFP sua torcida no Oscar. “Aceitaremos qualquer um dos nove prêmios, não somos exigentes”, brincou.

Entre julho e novembro de 2021, as paisagens de falésias, turfeiras e praias da ilha foram transformadas para as filmagens.

O porto de pesca na costa leste, Purteen Harbor, foi o local escolhido para construção de uma rua portuária repleta de lojas no estilo dos anos 1920. Chicoteado pelo vento da costa sudoeste, o bar onde grande parte dessa tragicomédia acontece fica no alto das falésias e foi construído do zero.

O diretor do filme, Martin McDonagh, queria que os atores “sentissem a atmosfera do Atlântico” quando abrissem a porta, conta McCarthy. “É algo que não poderia ser recriado em um estúdio”, explica do mirante, onde o vento lança gotas de água do mar que bate contra as rochas.

A produção impulsionou a economia local, ao injetar US$ 1,8 milhão (cerca de R$ 9,3 milhões) em uma área com menos de 3.000 habitantes.

Agora, a ilha aproveita a divulgação do filme para impulsionar o turismo local —cada vez que suas imagens ou um discurso de premiação viralizam na internet, as reservas aumentam.

Entre as lembranças que decoram o bar Lynott, uma tesoura utilizada pela violinista Colm, interpretado por Brendan Gleeson (indicado a ator coadjuvante), está exposta na parede.

De acordo com Mick Lynch, proprietário do estabelecimento, esta pequena taverna —originalmente uma prisão do século 16 com paredes de pedra cobertas por um telhado de palha— é a versão real da que foi criada para o filme.

Grande fã do filme, a cantora americana Taylor Swift pediu que construíssem o bar fictício para que ela pudesse visitá-lo. “Não há necessidade”, diz Lynch, “pode vir aqui”.

Alan Gielty, gerente da empresa de ônibus Achill Coaches, criou uma visita guiada com o nome do longa, no qual passa por locais usados na filmagem.

“No último mês muitas pessoas estão viajando para a ilha só para fazer as visitas relacionadas ao filme”, conta. “Já está despertando muito interesse do exterior e vai ficar muito, muito concorrido”, diz.

Uma das 120 figurantes do filme, Madeline Condell afirma que a ilha já está fervilhando de expectativa para o Oscar. Ela também afirmou que haverá mais de uma festa na noite da cerimônia de premiação.

“Achamos que, de repente, também merecemos um Oscar pela beleza da região”, disse Condell. “É um lugar muito bom para visitar e quem vem sempre se apaixona”.

Fonte: Folha de SP

6 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *